Eider Marcos

Eider Marcos

A FETRAN vem a público manifestar seu mais veemente repúdio à covarde agressão a agentes do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso, perpetrada por policiais militares na tarde da última terça (31/10/2017), em frente à Casa Civil do Governo de Mato Grosso, em Cuiabá.

Terça, 17 Outubro 2017 21:23

REUNIÃO NACIONAL PRESIDENTES E FETRAN

A Diretoria Executiva da Fetran, CONVOCA os Presidentes/representantes dos Sindicatos filiados e CONVIDA demais Presidentes de Sindicatos Estaduais das instituições públicas de trânsito para participarem do ENCONTRO NACIONAL DOS PRESIDENTES a ser realizado em Brasília no período de 08 a 11 de novembro de 2017. 

Categoria não quer assumir o lugar da polícia, mas proteger a própria vida e contribuir para a segurança viária com responsabilidade.

Mais do que uma conquista, uma necessidade. Trabalhar armado pode significar a diferença entre a vida e a morte para milhares de agentes da autoridade trânsito que atuam nas ruas de todo o país. Por este motivo, 

Sábado, 28 Maio 2016 10:38

DIA 30/05 ATO NACIONAL PELA SEGURANÇA

TRABALHADORES DE TRÂNSITO FAZEM ATO NACIONAL PELA SEGURANÇA 

Quarta, 13 Janeiro 2016 23:45

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 11/03/2016

O Presidente da FETRAN - Federação Nacional dos Sindicatos dos Servidores dos Departamentos de Trânsito dos Estados e do Distrito Federal

Quarta, 23 Dezembro 2015 20:12

FELIZ NATAL 2015

CONGRESSO COM ENCONTRO NACIONAL E ASSEMBLEIA GERAL DA FETRAN EM BRASÍLIA.

A Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira (6) a proposta que tornava infração de trânsito o ato de dirigir ônibus e cobrar passagem. Na prática, além de aumentar a segurança dos

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou, na última quarta-feira (20), o Projeto de Lei 193/15, que garante aos integrantes do sistema de segurança pública de todo o País o adicional de periculosidade.

Mais uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5295) ajuizada no Supremo Tribunal Federal questiona as Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665/2014, que alteraram critérios de concessão de benefícios previdenciários e trabalhistas.

Pagina 1 de 4

Login